domingo, 10 de agosto de 2014

O que não é amor

Se você precisa de alguém para ser feliz, isso não é amor, é carência.
Se você tem ciúme,insegurança e faz qualquer coisa para conservar alguém ao seu lado, mesmo sabendo que não, é amado,e ainda diz que confia nessa pessoa,mas não nas outras,que lhe parecem todas rivais,isso não é amor,é falta de amor próprio.
Se você acredita que sua vida fica vazia sem essa pessoa;não consegue se imaginar só e mantém um relacionamento que já acabou só porque não tem vida própria e existe em função do outro,isso não é amor,é dependência.
Se você acha que o ser amado lhe pertence;sente-se dono(a) e senhor(a) de sua vida e de seu corpo;não lhe dá o direito de se expressar, de ter escolhas,só para afirmar seu domínio,isso não é amor,é egoísmo.
Se você não sente desejo;não se realiza sexualmente;prefere nem ter relações sexuais com essa pessoa,porém sente algum prazer em estar ao lado dela,isso não é amor,é amizade.
Se vocês discutem por qualquer motivo;morre de ciúmes um do outro e brigam por qualquer coisa;nem sempre fazem os mesmos planos;discordam em diversas situações;não gostam de fazer as mesmas coisas ou ir aos mesmos lugares,mas sexualmente combinam perfeitamente,isso não é amor,é desejo.
Se seu coração palpita mais forte;o suor torna-se intenso;sua temperatura sobe e desce vertiginosamente,apenas em pensar na outra pessoa,isso não é amor ,é paixão.
Agora, sabendo o que não é o amor,fica mais fácil analisar,verificar o que está acontecendo e procurar resolver a situação.Mesmo que a situação se confunda às vezes para você,o correto é que avalie a “presença” e a “ausência” de seu par na sua vida, e diante do resultado de seus sentimentos, irá perceber se algumas das situações acima são temporárias ou caracterizam definitivamente seu tipo de relacionamento.Porque a “convivência” faz com que o tempo transforme o que é o amor em eternidade.
Autoria por mim desconhecida

Nenhum comentário:

Postar um comentário